Damião completa um mês fora e será avaliado para voltar ao Inter

Leandro Damião completa, nesta quarta-feira, um mês afastado do time do Inter. Sem jogos até lá, o centroavante tem ao menos a esperança de ser relacionado para o duelo diante do Cruzeiro, no domingo. Os problemas na cervical acompanham o jogador desde o início do ano. Ele chegou a ficar afastado por 60 dias entre o jogo contra o Remo, em 21 de fevereiro, e o duelo com o Palmeiras, em 22 de abril. Depois de recuperar-se de uma contratura na região, participou sem jogar os 90 minutos dos encontros com Cruzeiro, Flamengo, Grêmio e Chapecoense. Só retomou uma partida completa no confronto com o Corinthians, dia 27 de maio, quando voltou a marcar gols. Em seguida completou os jogos contra Sport e São Paulo. Mas acabou sendo substituído diante de Santos e Vasco. Começou no banco e entrou diante do Ceará. Foi sacado diante de América-MG e Botafogo. Desde então não conseguiu mais atuar ou mesmo treinar com os demais jogadores do grupo. Chegou a consultar com um especialista em cervical para ter uma segunda opinião sobre o problema. Repetiu toda bateria de exames que já tinha feito no Inter e ouviu as mesmas coisas. Seu tratamento não requisitou cirurgia, mas atividades específicas para controle das dores. Cuidados especiais numa região muito utilizada por ele nos jogos. Centroavante de disputa física, Damião recebe muitas pancadas de adversários nas costas durante as partidas e acaba acumulando edemas na região. Depois de outro período longo sem atuar, Damião teve uma notícia boa nesta semana. Voltou aos trabalhos de campo e será reavaliado. Dependendo do quadro clínico poderá voltar aos treinos normais e quem sabe até ser relacionado para o duelo contra o Cruzeiro. “Vamos ver mais perto do jogo a condição dele”, disse o técnico Odair Hellmann. “Tenho quase certeza que poderá ser relacionado”, acrescentou o vice de futebol Roberto Melo. Até então, Jonatan Alvez tem sido o titular no comando do ataque. O uruguaio soma seis partidas e marcou dois gols. Com informações da Folhapress.

FacebookWhatsAppTwitter

error: Conteúdo protegido !!